CriatividadeOrbitato

CRIATIVIDADE: expressar, experimentar e produzir

Eventos

Quando decidi entrar no curso de Criatividade e Linguagem Pessoal no Orbitato queria tentar encontrar um meio de definir um estilo ou linguagem para os meus desenhos, de me desenvolver mais como ilustradora.

Então a primeira aula aconteceu e que alegria foi poder conhecer pessoas tão sensíveis, curiosas e transformadoras. Poder partilhar angústias, pensamentos, conhecimentos diversos sobre arte, vida e lugar no mundo. Foram cinco encontros intensos. Cinco encontros transformadores. Me senti como a Alice, olho para ontem e não me vejo mais a mesma pessoa. E foi assim que me senti a cada encontro. Evoluí na arte e na vida. Não foi um curso, uma professora e alunos. Foi para mim um encontro de almas amigas, despidas e abertas. Foi um divisor de águas. Disse na última aula, que encontrar com aquelas pessoas era recarregar a energia. Foi entrega do início ao fim. A Celaine é a mulher mais incrível que conheci. Seu trabalho é maravilhoso, e é incrível como ela consegue trazer a tona o melhor de cada um.

Criatividade_4

A cada encontro eu me sentia mais compreendida, mais conectada comigo mesma e com as pessoas que estavam ao meu redor. E ao conseguir resgatar essa conexão comigo mesma, encontrei todas as ferramentas que existiam dentro de mim e passei a me expressar, experimentar e produzir mais coisas. Eu resgatei meu traço simples, na vida e nas ilustrações, só que agora tem um pouco mais de alma. Eu tenho acreditado no que eu faço, e isso é inédito. Existe esse carinho enorme por todo o processo de ser.

Meu trabalho reflete meu estado, e meu estado natural é de criança que quer descobrir o mundo e todas as suas possibilidades. Gosto de experimentar materiais diferentes, superfícies diferentes (digital, papel, parede, objetos, etc). Gosto de unir ilustração, fotografia e escrita, que são coisas que para mim estão interligadas. Essas formas de expressão me libertam.

Criatividade_1

Desenho aquilo que gosto, acredito e vivo (no mundo real ou imaginário). Minha mente sempre vê vida em tudo. Acho que eu não consegui deixar a Débora criança para trás. E acredito que isso pode ser visto no meu trabalho. Ainda vejo – com olhos de quem descobriu o pote de ouro no fim do arco-íris – a beleza nas coisas simples, e, de fato, são elas as que mais me impressionam. Sinto prazer profundo ao observar e descobrir as miudezas no caminho. E é sobre isso que eu ilustro, e com a ajuda da escrita e da Nina (personagem que criei), tento lembrar as pessoas da importância das coisas simples e dos detalhes.

Criatividade_2

Bom, no início do texto eu disse que entrei no curso para encontrar uma definição de estilo ou linguagem, e com isso me desenvolver como ilustradora; posso dizer que atingi esse objetivo. Mas também concluí ao final do curso, que a vida vai além disso. O que eu posso dizer é que permitir-se, é a melhor coisa que você pode fazer por você hoje. Obrigada à todos que participaram desses encontros, pela troca e auxílio na caminhada!

Criatividade_3

Débora Anacleto, idade adulta, mente de criança arteira. Formada em Design de Produto pela FURB, com especialização em inquietação, curiosidade e vontade de experimentar tudo pela VIDA.

Para conhecer mais do que ela faz e vive, siga: @deboranacleto ou be.net/deboranacleto
E para saber mais sobre a nova turma do curso Criatividade e Linguagem Pessoal que inicia no dia 19 de Agosto, clique aqui.

CursosOrbitato